Home > Arte > Tendência sustentável: entenda de uma vez por todas o que é Upcycle

Tendência sustentável: entenda de uma vez por todas o que é Upcycle

A cada dia, milhões de toneladas de resíduos são produzidos e descartados pelo ser humano na natureza. Muitas das embalagens e produtos lançados pelo mercado não são devidamente projetados para serem reaproveitados ou se decompor facilmente. Não é possível as pessoas manterem esse padrão sem aumentar mais os danos aos ecossistemas do planeta. Todavia, o design, através da criatividade, aliada a uma infinidade de outros recursos, pode ajudar a minimizar os prejuízos.

+ Por um design mais consciente

Já está mais do que claro que os profissionais precisam pensar inteligentemente, desde o início da concepção de projetos, em todas as consequências a cerca da concretização de suas ideias. Em tempos tão incertos, de crises econômicas e ambientais, tendências sustentáveis têm dominado o campo das artes. Muitos profissionais têm tentado transformar coisas que provavelmente iriam para o lixo em novos itens, potencialmente comercializáveis.

O sistema de reciclagem, ou seja, de recuperação da utilidade de certos materiais ou produtos, é um bom começo, mas não o caminho ideal. Tanto no campo da moda para vestuários quanto da decoração de interiores, já existem empresas que veem se especializando em upcycling. Essa é uma prática em bastante crescimento nos Estados Unidos, e agora até no Brasil. A ideia mais certa para o futuro é essa: a utilização do redesign para o aproveitamento, ao máximo, das “sobras” do mercado.

+ O que seria o Upcycle?

Pode-se dizer que o upcycle é a alternativa mais sustentável que se tem hoje para o destino de resíduos. A ideia não é nova, mas o termo sim. Ele surgiu nos anos 90, com o lançamento de um livro alemão de autoria do empresário Gunter Pauli – conhecido como o “Steve Jobs da sustentabilidade”. Depois, em 2002, foi incorporado na obra do arquiteto William McDonough e do químico Michael Braungart, titulada como ‘Cradle to Cradle: Remaking the Way We Make Things’.

Upcycle pode ser traduzido simplesmente como um tipo de “reutilização criativa”. É um jeito incomum, muito requerido por artesãos, de poupar o meio ambiente e conseguir peças mais sustentáveis. Para os criativos, basta um olhar diferente para os objetos antigos para se enxergar quais são as possibilidades para o futuro da humanidade. A ideia é pegar subprodutos, materiais de resíduos, produtos inúteis e indesejados e transformá-los, dando-os melhor qualidade, valor ou propósito, em relação ao que se tinha originalmente.

+ Diferenciando Upcycle de reciclagem

Reaproveitar algo não implica, necessariamente, em alterar as características originais. Porém, o problema da reciclagem é que, nesse processo, geralmente, os materiais são misturados com produtos químicos e suas qualidades técnicas tendem a ser perdidas. O resíduo perde valor, se tornando uma matéria-prima de segunda-mão. E isso é algo bem diferente do que se faz no upcycling, é quase um downcycling – que seria a conversão de materiais e produtos em novos materiais, só que de menor qualidade.

+ Os benefícios do Upcycle

São alguns dos benefícios apontados pela prática do upcycle:

– menos quantidade de resíduos descartados na natureza;

– menos quantidade de lixo nos aterros sanitários;

– menos exploração de petróleo, de madeira, de minério e mais;

– redução do uso de matérias-primas e recursos naturais para a fabricação de novos produtos; e

– redução da emissão de gases poluentes causadores do efeito estufa.

Veja no vídeo a seguir mais exemplos de objetos criados a partir dos processos de redesign e upcycle:

Fotos: Pinterest. Fontes: WikipediaEcycleTrendr.


Leia Também:

CONHEÇA A CIDADE JAPONESA QUE REAPROVEITA QUASE TODO O LIXO

COMO REUTILIZAR AS CÁPSULAS DE CAFÉ NA DECORAÇÃO

IDEIAS PARA USAR TVS ANTIGAS NA DECORAÇÃO

OBJETOS CRIADOS COM TECLAS DE COMPUTADOR

Você também pode gostar de
concreto na decoração
A tendência do concreto na decoração
quadros vazios
Quadros vazios: 6 formas de seguir esta tendência
4 ideias para decorar o escritório + exemplos
espaços pequenos
5 coisas para não fazer em espaços pequenos

Deixe um Comentário