Home > Arquitetos de Sucesso > Paulo Mendes da Rocha: vida e suas principais obras

Paulo Mendes da Rocha: vida e suas principais obras

/
22 abr 2019
//
Paulo Mendes da Rocha

Ainda vivo, o arquiteto Paulo Mendes da Rocha é considerado um dos principais nomes da arquitetura brasileiro, vivendo agora um momento de reconhecimento internacional em seus quase 90 anos de idade.

Paulo Mendes da Rocha

Paulo Mendes da Rocha. Imagem: enciclopedia.itaucultural.org.br

Ele teve grande influência a arquitetura contemporânea, tendo participado da Escola Paulista de Arquitetura Contemporânea Brasileira.

Embora o reconhecimento internacional seja algo mais recente, Rocha é uma das figuras mais importantes da arquitetura brasileira, com projetos bem marcantes e com um estilo muito próprio.

Por isso, iremos trazer nesse artigo um pouco da vida e das principais obras do arquiteto Paulo Mendes da Rocha. Acompanhe:

Um pouco da biografia de Paulo Mendes da Rocha

Nascido em 1928, na capital Vitoria, no Espirito Santo, Paulo é um arquiteto brasileiro com grande prestigio dentro e fora do Brasil.

Ele faz parte da geração de arquitetos modernistas, que foi liderado por João Batista Vilanova Artigas. Sua posição é destaque na arquitetura contemporânea do país, ajudando a moldar esse estilo.

Rocha foi um arquiteto que desenvolve projetos polêmicos, muitos alvos de críticas, na maioria explorando esse seu lado polêmico, e outros participando de livros e reportagens.

Foi premiado inúmeras vezes ao longo de sua carreira. Seus principais prêmios são o Leão de Ouro da Bienal de Viena, o Prêmio Imperial de Artes do Japão e a Medalha de Ouro do Riba.

Paulo Mendes da Rocha

Imagem: entendaantes.com.br

Mas, o mais importante, sem sombras de dúvida, é o Prêmio Pritzker, a mais importante premiação da arquitetura e equivalente a um Oscar, que recebeu em 2006 por suas obras consagradas.

Além disso, ele foi responsável por estabelecer novos padrões, o que ajudou a inspirar outros profissionais, tanto de sua época como para as novas gerações, afinal o arquiteto ainda atua e é reconhecido.

Esses padrões foram fortes tanto por aqui como também lá fora, sobretudo na América Latina.

Características de seu estilo

Com mais de 60 anos de carreira, o arquiteto é reconhecido por ter criado obras emblemáticas e belas, principalmente para a cidade de São Paulo.

É o maior símbolo da Escola Paulista, que empregava um tipo de produção racional e com formas plásticas arrojadas. Além disso, suas obras tinham estruturas que criavam grandes vãos e o uso do concreto armado, sempre aparente e uma característica marcante da arquitetura contemporânea.

Seu legado é marcado, sobretudo, pelo uso do concreto e do aço, materiais esses que empregados a sua criatividade dos projetos lhe rendeu menções honrosas e prêmios diversos, como a medalha de Ouro do Royal Institute of British Architects.

Principais obras

Separamos algumas de suas obras mais marcantes, que serão explicadas aqui com detalhes, a começar por sua própria residência.

Casa do arquiteto

Esse projeto fica localizado na região do Butantã, em São Paulo, construído para a residência do próprio Paulo. Ele começou a ser construído em 1964 e apresentava um estudo de espaço bastante racional, envolvendo poucos pilares, onde as vigas mestras sustentavam toda a construção.

Paulo Mendes da Rocha

Imagem: archdaily.com.br

A casa também possui janelas do tipo modular, e seu mobiliário é integrado a arquitetura do projeto. Essa é uma de suas obras mais famosas e reconhecidas.

Casa Gerassi

Também em São Paulo, a casa Gerassi está localizada na região do Alto de Pinheiros. Foi construída a partir de 1989 com elementos de concreto pré-moldado.

Na época, o uso de concreto era considerado inovador, já que poucos arquitetos utilizavam aquele material. Com isso, ele passou a ser uma tendência daquela época, sendo o principal material de muitos outros nomes.

Paulo Mendes da Rocha

Imagem: archdaily.com

A obra possui um vão livre no térreo, que compreende mais de quinze metros de comprimento. Isso mantém a casa inteira suspensa, o que chamou bastante atenção quando foi finalizada.

Capela de Nossa Senhora da Conceição

O projeto foi assinado em parceria com Eduardo Colonelli, que construíram a capela para o Brennand, no Recife.

Ela foi feita a partir de ruínas de um casarão datado do século 19, tendo como desafios o clima quente e úmido, visto que o local abrigava uma fazenda de cerâmica que estava há muitos anos de posse da família.

O local vinha sendo recuperado por Francisco Brennand desde 1971.

Paulo Mendes da Rocha

Imagem: arcoweb.com.br

A obra promoveu uma intervenção mínima ao restabelecimento de um abrigo, que era o que as ruinas propunham. Rocha e Colonelli finalizaram a capela em 2004.

Museu da Língua Portuguesa

Mais uma obra feita em São Paulo e dessa vez em seu coração. Junto a estação da Luz, o Museu da Língua Portuguesa foi finalizado em 2000 e é um dos principais pontos turísticos da cidade.

A obra foi baseada a tipologia da estação, visto que muito daquele espaço era parte dela no início de seu funcionamento.

paulo mendes rocha a arquiteta 6 - Paulo Mendes da Rocha: vida e suas principais obras

Imagem: arcoweb.com.br

Por dentro, o Museu preserva boa parte do ponto histórico, dando ainda mais vivacidade para esse marco tão importante a cidade de São Paulo, mas na parte interna possui instalações tecnológicas e espaços interativos.

Infelizmente, há quase dois anos o Museu está fechado depois de um incêndio que limitou parte do telhado histórico da estação e também atingiu alguns acervos que eram parte do espaço.

Mesmo assim, ainda é um ponto muito aclamado pelo público e que está passando por uma reforma para ser novamente aberto.

Edifício Guaimbê

Projetado em 1962, o maior destaque do edifício é a paisagem urbana. Como tendência, ele é feito inteiramente em concreto.

paulo mendes rocha a arquiteta 7 - Paulo Mendes da Rocha: vida e suas principais obras

Imagem: archdaily.com.br

O ponto mais marcante é a fachada, que traz uma representação incrível do trabalho de Paulo, fazendo uma proteção solar ao restante do prédio. Ele foi feito com o uso de brises cursos e floreiras.

Mube

O Museu Brasileiro de Escultura foi projetado em 1995, localizado no bairro Jardim Europa, também em São Paulo.

Novamente a tendência do concreto, já que este possui uma impressionante viga do material protendido com mais de 60 centímetros de comprimento. Isso causou a ilusão que a construção flutua sobre um jardim de esculturas que o cercam.

paulo mendes rocha a arquiteta 8 - Paulo Mendes da Rocha: vida e suas principais obras

Imagem: vejasp.abril.com.br/

O arquiteto projetou o espaço para ser projetado por um espelho d’água, o que o tornou ideal para passeios em família e contemplação.

Poupatempo Itaquera

O Poupatempo foi finalizado em 1998, na Zona Leste de São Paulo. Para receber o grande volume de passageiros que circulam ali todos os dias, visto que dá acesso a estação de trem e metrô de Itaquera e também ao shopping, o arquiteto o fez elevado por pilotis.

paulo mendes rocha a arquiteta 9 - Paulo Mendes da Rocha: vida e suas principais obras

Imagem: arcoweb.com.br

Você também pode gostar de
maiores arquitetos brasileiros
Maiores arquitetos brasileiros: conheça os principais nomes da nossa arquitetura
Mestres da Arquitetura: Paulo Mendes da Rocha e suas obras atemporais
Dica cultural: arquiteto Paulo Mendes da Rocha ganha exposição em São Paulo
Conheça a Vitreous, a nova e moderna linha da Brastemp