Home > Carreira Profissional > Dúvidas sobre a carreira de arquitetura

Dúvidas sobre a carreira de arquitetura

vida-profissional-do-arquiteto

Dúvidas sobre a carreira de arquitetura e a vida profissional do arquiteto

Olá pessoal,

Tudo bem?

Quem me acompanha sabe que estou sempre enviando novidades do mundo da arquitetura através do nosso e-mail. Esse contato direto com quem me acompanha mostra que ainda existem muitas dúvidas sobre a carreira e a vida profissional do arquiteto. Sei que já abordamos esse tema em artigos anteriores, porém como esse assunto é bem abrangente novos pontos sempre estão por surgir.

Futuros aspirantes ao curso de Arquitetura, que assim como nós têm paixão pela área, estão sempre em busca de dicas e novidades sobre a área e sobre a vida do estudante e ou do profissional pleno.

Para quem tem curiosidade pelo assunto eu costumo dizer que a arquitetura é uma carreira a qual é necessária muita dedicação; não que as demais carreiras não necessitem, claro que não é isso, mas na arquitetura como são necessários conhecimentos que vão além de uma única disciplina, o aluno tem que se empenhar um pouquinho mais que algumas outras carreiras para conquistar seu espaço e obter sucesso.

Na arquitetura estamos simultaneamente envolvidos com disciplinas de humanas e exatas, por isso esta é uma carreira de amplo conhecimento que exige do aluno um nível de estudo um pouco mais “profundo”.

Dúvidas sobre a vida do aluno na faculdade e o mercado profissional estão sempre em pauta em nossos debates.  O grande número de faculdades/universidades deixa o candidato de vestibular confuso e em dúvida sobre qual instituição escolher.

Se você está pensando em entrar para faculdade de arquitetura e está pesquisando sobre o assunto, eu tenho algumas dicas para você:

Antes de mais nada eu sugiro que você seja uma pessoa mais curiosa do que as pessoas geralmente costumam ser. Uma pessoa curiosa tende a ser mais observadora e consequentemente aprende mais do que as que não costumam “prestar atenção” no mundo.

Busque por referências em bons profissionais, conhecer linguagens técnicas em projetos de obras icônicas e busque acima de tudo estar sempre ligado nas novas tendências do que acontece no mundo do design, nos diferentes tipos de materiais, assim como as tecnologias que surgem a cada ano. Para isso um profissional de arquitetura deve gostar de ler além de livros, revistas técnicas e sites de referência especializado no assunto. Vitruvius, ArcoWeb e o próprio site do CAU. Neste último você pode sanar muitas dúvidas sobre a área.

Um profissional de arquitetura, mais do que outros, deve estar sempre atualizado e ligado nas novidades quase que “full time”, pois arquitetura é uma profissão muito dinâmica e com tendências sazonais. Tudo muda de tempo em tempo.  Dizem que arquitetos têm por obrigação ter bom gosto.

Bom… bom gosto é algo um pouco subjetivo, mas ter boas referências sobre o que é harmonioso, equilibrado, além de funcional também é fundamental.

Se o aluno acha que não tem o “dom” da profissão na sua expressão mais plena saiba que tudo na vida se aprende com técnica e observação também. Na faculdade de arquitetura você vai aprender muito sobre diversos assuntos, mas infelizmente todo esse conteúdo não será o suficiente para você ter condições de se “jogar” no mercado de trabalho com eficiência.

Os programas para arquitetos são ferramentas e como tal não substituem a técnica ou dispensam o conceito que aprendemos na faculdade. O que o computador vai fazer é traduzir em representação o seu conhecimento aplicado. Não há milagres, há muito estudo!

Arquitetura se aprende na faculdade e não em um curso livre de 3 meses ou 1 ano, seja ele qual for e de quem for.

Os cursos livres são importantes para o aluno ou profissional recém formado já que eles são indispensáveis na vida cotidiana do profissional experiente, pois ajudam em ganho de tempo e qualidade na apresentação dos projetos ao cliente. A rotina de um arquiteto é muito corrida, não há tempo a se perder com situações ou problemas que podem ser facilmente resolvidos ou evitados.

Sugiro que busque sempre por conhecimentos extra-curriculares, aquele que vai além de sala de aula, pois infelizmente não é possível aprendermos tudo durante a faculdade. Não porque os professores ou as faculdades não queiram ensinar mas sim porque não dá tempo pra ser falado ou ensinado tudo o que é necessário para formar um aluno da forma mais completa possível.

Verifique sempre a grade curricular para conhecer melhor qual o foco da instituição. Algumas priorizam mais alguns assuntos em detrimento de outros por exemplo. Busque fora dela o que não foi abordado em sala de aula. Cursos livres são excelentes pra isso!

Se o seu orçamento não permitir não há desculpa para não se aprimorar pois existem muitos cursos gratuitos no mercado e com ótima qualidade. A palavra chave é PESQUISE sempre. Não tenha preguiça! O sonho da sua vida merece o seu empenho e dedicação, não acha? Ninguém vai fazer por você o que só você pode fazer.

Busque por estágios de qualidade. Aqueles assistidos por profissionais atuantes no mercado onde o conhecimento técnico de práticas profissionais possa lhe agregar experiência.

Em um país tão grande como o nosso, não podemos esquecer que há variações de demanda de mercado de estado para estado.  Em regiões com maior densidade de profissionais por estado/município devemos levar em consideração que para se conseguir uma posição de destaque, além de muita competência o profissional deve lançar mão de criatividade. A grande concorrência de mercado nos faz buscar por um diferencial que chame a atenção dos potenciais clientes.

Investir em cursos de pós-graduação/ extensões e especializações sem dúvidas colaboram muito com a formação do profissional assim como as orientações de coaching profissional para dar uma direcionada melhor na sua carreira de arquitetura.

Eu não acredito em sorte, acredito em trabalho. Quanto mais conhecimento você acumular maiores serão suas chances.

Investir em conhecimento é investir no futuro, e conhecimento é o seu bem mais precioso.

Podem lhe tirar tudo, mas conhecimento ninguém pode lhe roubar.

Espero ter ajudado. Assim que houver nova demanda sobre o tema voltamos a discussão.

Um grande abraço e muito sucesso para você!

Luciana Paixão

Arquiteta.

Você também pode gostar de
Como projetar dormitórios adaptados para Idosos
10-etapas-de-uma-obra
Conheça as 10 Etapas de uma Obra
Como Calcular Consumo de Pisos e Azulejos
Faculdade de Arquitetura – o que esperar dela?

Deixe um Comentário