Taxa de Ocupação e Índice de Aproveitamento – Como calcular no seu projeto?

Quando se trata de projetos de arquitetura, é importante levar em consideração muitos fatores diferentes para garantir o sucesso do projeto. Uma dessas considerações importantes é a taxa de ocupação.

Mas, afinal, o que é a taxa de ocupação em um projeto de arquitetura e como ela pode impactar o sucesso do seu projeto? Neste artigo, vamos explorar o que é a taxa de ocupação, como ela é calculada e como ela pode afetar o sucesso de seu projeto.

O que é a Taxa de Ocupação em um Projeto de Arquitetura?

A taxa de ocupação em um projeto de arquitetura é uma medida da quantidade de espaço construído em relação à área total do terreno.

É calculado como a relação entre a área construída e a área total do terreno.

Por exemplo, se uma edificação tem uma área construída de 1000 metros quadrados e um terreno com uma área total de 2000 metros quadrados, a taxa de ocupação seria de 50%.

———— PUBLICIDADE ————

Como a Taxa de Ocupação é Calculada?

A taxa de ocupação é geralmente calculada como a relação entre a área construída e a área total do terreno.

A área construída inclui a área total de todos os edifícios e estruturas construídas no terreno, enquanto a área total do terreno é a área total do terreno onde a edificação está localizada.

Como a Taxa de Ocupação Pode Impactar o Sucesso do Seu Projeto de Arquitetura?

A taxa de ocupação pode ter um impacto significativo no sucesso de um projeto de arquitetura.

———— PUBLICIDADE ————

Se a taxa de ocupação for muito alta, pode significar que o espaço disponível no terreno está sendo maximizado e que o projeto está sendo otimizado para o uso do espaço.

Por outro lado, se a taxa de ocupação for muito baixa, pode indicar que há espaço desperdiçado no terreno e que o projeto não está aproveitando todo o potencial do terreno.

Além disso, a taxa de ocupação também pode afetar as regulamentações urbanas e de construção em vigor.

———— PUBLICIDADE ————

Em muitos lugares, há leis e regulamentos que limitam a taxa de ocupação permitida em um determinado terreno.

Se o projeto de arquitetura ultrapassar esses limites de taxa de ocupação, pode haver sanções ou mesmo a necessidade de fazer mudanças no projeto.

Além disso, a taxa de ocupação também pode impactar a funcionalidade e a aparência do projeto.

Se a taxa de ocupação for muito alta, pode resultar em edifícios superlotados e espaços confinados, o que pode afetar negativamente a experiência dos usuários.

Por outro lado, se a taxa de ocupação for muito baixa, pode resultar em espaços vazios e desaproveitados, o que pode afetar negativamente a aparência e a funcionalidade do projeto.

Taxa de Ocupação e Índice de Aproveitamento — Considerações:

taxa de ocupação e indice de aproveitamento

Para o cálculo de áreas de um projeto, seja ela construção nova ou regularização, o mais importante que devemos sempre considerar 3 tópicos:

1 — Área coberta:

Toda área coberta CONTA como área construída.

Não importa qual ambiente ou qual pavimento seja, se existe uma cobertura sobre ela, então contabiliza-se para o quadro de áreas.  

Exceto pavimentos com pé direito duplo, aí você conta a área uma vez só.

2 — Beiral:   

Beiral de até 1,00 m de largura NÃO CONTABILIZA como área construída, portanto não entra para o quadro de áreas.

Contudo, se o beiral passar de 1,00 m ao fazer o cálculo de áreas, você deve fazer o contorno do perímetro da edificação não pelo extremo externo da parede, mas sim pelo contorno da cobertura, ou seja, a projeção do beiral.

Na maioria das prefeituras que trabalhei funcionou assim.

3 — O código de obras:

Antes de se iniciar um projeto, você deve consultar o Código de Obras da cidade, pois cada prefeitura tem o seu código de obras, com suas características e exigências próprias regidas por um plano diretor.

Por isso, ao ler o e-book consulte as particularidades da sua cidade ou região.

NOTA: Cada Prefeitura, um código de obras:

Temos muitas prefeituras municipais em nosso país, portanto seria leviano afirmar que todas trabalham da mesma maneira.

Cada prefeitura tem seu procedimento padrão, suas leis e seus códigos de obras.

Sabemos por experiência profissional que existe o procedimento mínimo a ser atendido para se aprovar um projeto de prefeitura, seja ele qual for: construção, regularização, etc.

São esses mínimos que discorremos ao longo das páginas do e-book Projetos de Prefeitura.

Taxa de Ocupação e Índice de Aproveitamento — Área computável x Área não computável?

Nesse campo estarão indicadas quais são as áreas do lote, assim como:

As áreas a construir, a reformar, a acrescer e/ou a demolir, coeficiente de aproveitamento, taxa de ocupação, entre outras áreas do seu projeto.

As áreas são indicadas por pavimentos sendo separadas por áreas computáveis e não computáveis:

Você pode criar o seu quadro como você preferir, o importante é que você separe as áreas corretamente.

Para isso é necessário indicar as 2 categorias de uso de área:

Taxa de Ocupação e Índice Aproveitamento - Como calcular o seu projeto?
Imagem: Acervo pessoal: www.aarquiteta.com.br/curso-de-arquitetura/

1 — Áreas computáveis:

São as áreas habitáveis, área onde costumamos usar o ambiente.

São as áreas dos pavimentos, lembrando que Garagem Coberta também entra nessa contagem.

2 — As áreas não computáveis:

São as áreas de obras complementares, como piscina e casa de máquinas.

Nesse local também serão anotados os índices urbanísticos como as taxas de ocupação e coeficiente ou índice de aproveitamento.

Para facilitar a verificação do cálculo de áreas é necessário preparar um memorial de áreas, como esse memorial de cálculo de áreas, por exemplo:

 

Taxa de Ocupação e Índice Aproveitamento - Como calcular o seu projeto?
Imagem: Acervo pessoal: www.aarquiteta.com.br/curso-de-arquitetura/

 

Com esse esquema você consegue separar e visualizar as áreas visualmente, o que facilitará o correto preenchimento do quadro de áreas no selo prefeitura.

Então vamos lá, voltaremos aos cálculos de áreas:

Taxa de Ocupação e Índice de Aproveitamento:

Como calcular taxa de ocupação?

Para calcular TO (taxa de ocupação) deve-se utilizar uma regrinha básica muito fácil de ser guardada.

Com essa fórmula você consegue realizar os cálculos e inseri-los no quadro de áreas:

TO = ÁREA TOTAL CONSTRUÍDA DO PAV. TÉRREO

ÁREA TOTAL DO LOTE

Como calcular o índice ou coeficiente de aproveitamento?

Para calcular  o IA (índice de aproveitamento) ou CA (coeficiente de aproveitamento) deve-se também utilizar outra regrinha básica muito fácil de ser guardada.

Com essa fórmula você consegue realizar os cálculos e inseri-los no quadro de áreas:

CA = ÁREA ÚTIL TOTAL CONSTRUÍDA

ÁREA TOTAL DO LOTE

Atenção:

1 — Para esses cálculos só entram na contagem as áreas computáveis. As áreas não computáveis como piscina e casa de máquinas NÃO.

2 — Subsolos também não entram na contagem do CA, pois, ele está abaixo do nível da rua e CA é sobre o aproveitamento a partir do nível da rua.

Agora você já sabe como calcular o coeficiente de aproveitamento e a taxa de ocupação de seu projeto.

Esse artigo faz parte do livro O pequeno grande guia de aprovação de projetos de prefeitura.

Você pode encontrar o livro na Amazon e ou nas melhores livrarias.

Bons estudos, bons projetos e ótimos negócios!

YouTube video
G

Conclusão:

Em resumo, a taxa de ocupação é uma consideração importante ao planejar um projeto de arquitetura.

Ela pode ter um impacto significativo no sucesso do projeto, desde as regulamentações urbanas e de construção até a funcionalidade e a aparência do projeto.

É importante levar em consideração a taxa de ocupação desde o início do processo de planejamento do projeto para garantir o sucesso e a eficiência do projeto final.

Gostou do artigo sobre Taxa de Ocupação e Índice de Aproveitamento?

Então compartilhe com os amigos!

Em fim, não se esqueça de me deixar saber nos comentários o que você achou do artigo.

Até a próxima dica!

►Veja mais dicas em:

Quer mais dicas então confira alguns dos nossos artigos sobre:

YouTube video
Espero que este artigo tenha ajudado você! Então deslize a tela para baixo e confira mais dicas como esta e não se esqueça de compartilhar com os amigos! Conheça e se inscreva para receber dicas em nosso Facebook e em nosso canal do YouTube. Quer mais dicas sobre o mundo da arquitetura e Decoração, então confira alguns dos nossos artigos em:
Luciana Paixão
Luciana Paixãohttps://www.aarquiteta.com.br
Luciana Paixão, arquiteta e instrutora renomada, autora do "Guia Abrangente para Aprovação de Projetos de Prefeituras", é reconhecida desde 2013 no campo da arquitetura. Destacada como Mente Influente pela Revista "Negócios da Comunicação" e premiada por seu trabalho em mídias sociais, Luciana acumula mais de 400.000 seguidores, consolidando sua posição de liderança no setor.