Home > Realidade Aumentada > Por que usar a Realidade Aumentada nos projetos de Arquitetura e Design?

Por que usar a Realidade Aumentada nos projetos de Arquitetura e Design?

Resolvi criar a sério um post para todos aqueles que ainda observam a tecnologia de Realidade Aumentada como “futuro” ou como “um dia isso vai acontecer”.

Pois bem, já é uma realidade nossa há 6 anos. Veja este vídeo abaixo, onde eu e o Daniel criamos uma experiência em Realidade Aumentada para o IPAD, usando o ARMedia.

Realidade aumentada usada em livros infantis. Projeto de Daniel e Luciana. 2013.

Tablets e Celulares mais poderosos

A maioria das pessoas que eu conheço, ao longo destes 13 anos com 3D, que trabalham com visualizações arquitetônicas ou stands, tinham na sua maioria um único problema: a limitação de desempenho de hardware. Naquela época mal tínhamos um núcleo de processamento como os E6600 e, se o profissional, ainda mais o freelancer, com seu único NÚCLEO, não pegasse um trabalho mais complexo, principalmente com vegetações e saídas em pixels gigantescas, ele até conseguiria com certo stress, entregar um render.

Desde então, os núcleos foram se multiplicando, as placas de vídeo se tornaram mais potentes e mais profissionais foram se formando, trabalhando ou não em grandes empresas especializadas em 3D ou trabalhando como Freelancer.

Valores e concorrência


Realidade aumentada no segmento de jóias. Daniel kroll – 2011

A única coisa que não mudou muito nesta área em dez anos foram as imagens renderizadas. Entregá-las como um produto: a imagem em 3D.

O que mudou foi a velocidade e a qualidade de entrega e principalmente os valores. A concorrência existe e o mercado vai polindo, e entregando qualidade. A saturação em um nicho de mercado como este é inevitável e já acontece com muitos.

O interessante disto tudo é notar que o profissional 3D Freelance ou até empresas grandes não se preocupam com um pilar que sustenta e gira todo o seu negócio: o marketing de serviços.

De certa forma, a culpa do profissional não é toda consciente. Ele está tão atarefado e entretido com o “novo V-RAY” ou com seu SketchUp que sequer imagina que poderia fazer muito mais, por menos, se conseguisse olhar o mercado com outros olhos e saísse desta “nuvem” densa que vive.

Exemplos de uso da realidade Aumentada em diversos setores de marketing

Além disso, a maioria destes profissionais, vivem na casa dos pais e fazem a seguinte equação:

SE eu tirar de R$ 1.500,00 a R$ 2.000,00 com renders por mês, em casa, nossa… tô rico, compro meu PS4, pago de boy com umas tranqueiras que compro na internet, a prestação do meu carrinho e SUCESSO!”

Bem, depois perguntam por que se paga tão pouco por anos de estudo em 3D fora a crescente mão de obra desta categoria.

Se o mercado em si é infantil, por que o comprador vai lhe respeitar?

Como sair disso?

Como dar uma nova roupagem, um novo valor neste segmento de Arquitetura, Stands, Mobiliário em 3D?

A primeira coisa que se deve pensar é oferecer algo a mais que os concorrentes não oferecem.

Mas o que eu posso oferecer? Afinal de contas meu cliente só sabe que existe o 3D. Ele quer os 3Ds.

É ai que entra um tipo de serviço novo baseados já na sua modelagem 3D feita, ou seja, a realidade aumentada.

Vantagens em usar a realidade aumentada

1-) VOCÊ ENTREGA UM MODELO EM 3D ONDE O CLIENTE PODE VER SEU 3D EM TODOS OS ÂNGULOS E EM TEMPO REAL .

2-) VOCÊ PERMITE QUE O CLIENTE FINAL DO SEU CLIENTE TAMBÉM POSSA USUFRUIR DA EXPERIÊNCIA E ASSIM  AUMENTAR A IMPREGNANCIA E AS DECISÕES DE VENDA OU DE ESCOLHA.

3-) VOCÊ OFERECE COMO UM PACOTE DE SERVIÇOS. IMAGENS 3DS MAIS O ARQUIVO EM REALIDADE AUMENTADA.

4-) OS ARQUIVOS EM REALIDADE AUMENTADA PODEM SER VISTOS COM TABLETS E SMARTPHONES. A MOBILIDADE HOJE É TUDO E VALE $$$.

5-) VOCÊ JÁ USA O MODELO QUE CRIOU PARA OS 3DS. NÃO PRECISA RECRIA-LO DO ZERO PARA OFERECER O SERVIÇO.

6-) VOCÊ SAI DA MESMICE DE ENTREGAR SÓ 3DS E ADICIONA VALOR A SUA EMPRESA.

 

Exemplos da utilização da realidade aumentada

Criação do apartamento TIPO em Realidade Aumentada

 

Exemplo para Stands e Arquitetura Promocional

 

Mobiliário para design de Interiores

Modele móveis em tamanho real e qualidade foto-realista, como este exemplo abaixo. pense na criação de catálogo de produtos onde, o próprio cliente poderá ver como vai ficar os mobiliários antes mesmo de compra-los.

 

 Área médica para próteses e estudos na área de biológicas

 

Realidade Aumentada para livros e revistas

 

Realidade Aumentada para tratamento de Fobias

 

Bem pessoal, creio que todos estes nossos exemplos acima mostram e bem como você pode hoje mudar a sua maneira de pensar a entregar diferenciais e continuar com o seu negócio 3D.

Uma coisa aqui é certa, você poderá ler isso, achar legal e fechar esta tela. O seu colega de trabalho idem, mas tenha certeza que, aquele que tem um grão de areia de empreendedorismo, vai começar a fazer. Se você não fizer, SEMPRE terá alguém que fará.

Ok, você pergunta agora:

Mas Luciana, você já faz isso?

Eu respondo:

Claro!

Mas então por que esta entregando o ouro?

Simples: porque eu aprendi a empreender. Eu sei que sozinho não chego a 0,0001% do mercado e quanto mais pessoas fazendo este tipo de trabalho, mais o mercado se abre, e todos ganham mais.

Você também pode gostar de
Cursos Livres de Arquitetura
Cursos livres de Arquitetura, Engenharia e Design de Interiores
Guia dos melhores programas e ferramentas para os Arquitetos e Designers de Interiores.

Deixe um Comentário