Home > Construção Civil > Calculadora HP 50g – importância do uso dela na engenharia e mais 10 dicas

Calculadora HP 50g – importância do uso dela na engenharia e mais 10 dicas

/
08 abr 2019
//
HP 50G

Para os estudantes de engenharia, o uso da calculadora é mais do que necessário e ela acaba se tornando uma companheira fiel, não apenas no período acadêmico, como também na profissão em si. Muitos optam pelo equipamento da marca HP, uma das mais conhecidas do mercado. Existem outras boas marcas, mas normalmente é o modelo HP 50g que se torna o companheiro dos engenheiros.

Em geral, ela é escolhida pela facilidade que representa aos profissionais dessa área, independente do setor da engenharia que atuam. A calculadora consegue atender bem as necessidades deles, além de ter uma série de recursos úteis e necessários.

HP 50G

Imagem: amazon.com

As vantagens de escolher esse modelo se mostram de várias maneiras, por isso o uso da HP 50g é tão importante aos profissionais e estudantes de engenharia, quebrando um grande galho em suas atividades.

Deste modo, separamos nesse artigo algumas dicas e a importância do uso da HP 50g na profissão, e que tal começarmos pelas vantagens? Confira:

Vantagens da HP 50g

Esse modelo da marca HP é um tipo de calculadora gráfica, muito utilizada por engenheiros e arquitetos dentro de seus projetos. É um equipamento mais caro, mas que traz uma série de recursos necessários, por isso é considerada a preferida por quem estuda ou trabalha nesse meio.

HP 50G

Imagem: pt.wikipedia.org

Para começar, ela é mais procurada por ter uma boa duração, inclusive em relação a bateria. Neste caso, ela possui uma autonomia enorme para a bateria, possibilitando que os usuários a utilizem por até três semanas com pilhas recarregáveis.

Em épocas de prova, por exemplo, onde o uso é maior, a bateria segura carga por cerca de uma semana, o que é um bom índice também.

Outro ponto é a facilidade na troca de arquivos, um dos principais motivos para a compra da HP 50g. O que acontece é que a calculadora permite que sejam trocados programas, resumos e até dados para um mesmo modelo.

Como é um dos modelos mais adquiridos, isso será um ponto a favor no dia a dia, sobretudo para quem está no período acadêmico. Por isso, já fica aqui uma das dicas: opte pelo modelo, porque ele será realmente muito útil.

Por fim os recursos, que são inúmeros. A internet tem uma boa quantidade de recursos validos para o modelo a HP, muito mais do que a outras marcas, como é o caso da Casio ClassPad330, que é um pouco mais escasso, por exemplo.

Os recursos são bem variados e, tenho certeza, vão atender as suas demandas de uso, tornando o trabalho ainda mais fácil.

Espaço e memória

A HP 50g tem muitos pontos a favor, tanto é que o que impressiona bastante é sua capacidade de armazenamento.

Uma dica para quem precisa de espaço é não adquirir modelos a baixo deste, porque sua capacidade é impressionante. Além de ter memória interna, também permite o uso de cartões externos, conhecidos como MicroSD.

Comparando a outros modelos, como a 48gll, que é um anterior ao HP 50g, ela se destaca ainda mais. Isso porque esta antecessora não tem muito espaço interno, assim como não permite o uso de cartão de memória.

HP 50G

Imagem: amazon.com

E não fica só nisso, a 48 só permite a troca de arquivos por infravermelho, o que só de ler você já entende que é algo lento. A HP 50g faz isso via Bluetooth, mais rápido. E como os arquivos, normalmente, são pesados, existe a necessidade de ter uma boa memória e também um recurso mais moderno para a transferência de arquivos.

Preço da HP 50G

O ponto mais negativo do modelo, mas que não tem tanta interferência em sua qualidade, é o preço que se mostra um pouco salgado.

Uma HP 50g custa, em média, R$ 350. É um investimento alto comparado a outros modelos. Mas quando colocado no papel, isso não é quase nada comparando a qualidade e os inúmeros recursos que ela oferece.

No entanto, há como ter acesso a esse equipamento de forma mais barata, porém com uma qualidade inferior.

A dica é tentar utilizar os emuladores para celular, ou seja, um aplicativo que traz todos os recursos e funcionalidades da original para o smartphone.

Imagem: engenharia360.com

Muitos desses aplicativos funcionam nos principais sistemas operacionais (iOS e Android), mas a maioria é pago. A compra do app fica em U$ 10 dólares para iOS e R$ 27 na Google Play.

Lógico que não se compara a calculadora física, mas quebra um galho até a aquisição do equipamento.

Dicas para um bom uso

  1. A qualidade, como mostramos aqui, é algo inquestionável, mas como qualquer aparelho, a HP 50g exige certos cuidados, o que remete a sua durabilidade também.
  2. Um dos pontos é em relação a bateria. Embora ela tenha uma boa duração, ela também consome muita energia, por isso o gasto é maior.
  3. Para fazê-la durar mais é necessário usar pilhas boas, ou seja, daquelas marcas que tem melhor desempenho.
  4. Outro ponto é a bateria relógio, que consegue manter os dados armazenados no modelo depois de desligada. É uma opção para quem não quer perder tudo, por isso você pode adquirir esse elemento, que também requer o uso de pilhas.
  5. Para economizar a bateria e assim aproveitar melhor a calculadora, uma dica é diminuir o seu contraste, que ajuda a economizar o consumo das pilhas.
  6. Fugindo um pouco da bateria, as funções, menus e botões da HP confundem um pouco de início. Para quem não quer ter esse problema, a dica é comprar o modelo 50g, que hoje já mantem uma aparência semelhante aos aplicativos de smartphone.
  7. O modelo traz ícones e figuras que ajudam na identificação de suas funções, tornando mais fácil entender o funcionamento do aparelho.
  8. Fora esses pontos, também é necessário pesquisar muito sobre a calculadora antes de compra-la. Tudo isso porque, embora muito necessário, o modelo não é barato.
  9. O preço não varia muito de uma loja a outra, o problema está na compra pela internet. Esse tipo de equipamento é encontrado no Mercado Livre, por exemplo.
  10. Deste modo, tente fugir dos modelos usados, porque não dá para saber se aquele usuário foi cuidadoso ou o real estado do aparelho até que ele esteja em suas mãos.

Vale também pesquisar os preços, porque as vezes é possível encontrar o modelo à baixo dos R$ 350. Os emuladores são indicados, mas também carecem de pesquisa antes de efetuar a compra, e são um recurso complementar, já que mesmo semelhantes a calculadora, a física é bem melhor.