Home > Design de Interiores > 10 dicas para desenvolver um fashion closet

10 dicas para desenvolver um fashion closet

///
Comments are Off

O fashion closet é um tipo de guarda-roupa que chama bastante atenção por conseguir otimizar melhor o espaço, muito mais do que um móvel convencional. Acontece que ele, na maioria das vezes, é embutido a parede ou um cômodo, se tornando uma opção bastante prática.

Essa opção é o sonho de muita gente, afinal muitos famosos têm seu próprio closet, por isso o objeto acaba se tornando o desejo de muitos.

A ideia desse guarda-roupa é que ele seja funcional, possibilitando um melhor aproveitamento do espaço e também o deixando muito mais organizado, visto que é composto por muitos nichos.

O armário é tão versátil que alguns projetos parecem itens de decoração, e passam longe de um guarda-roupa comum. Eles são modernos, bem organizados e dão um ar bem diferente para o cômodo.

Há várias formas de desenvolver esse tipo de armário, o que implica no uso de prateleiras, nichos e até mesmo araras. Os projetos são bastante variáveis e encantam bastante.

E engana-se quem pensa que desenvolver um fashion closet é algo impossível, ou até mesmo caro. Por ser tão versátil, é uma opção para todos os bolsos.

Pensando nisso, este artigo trará dez dicas para que você tenha o seu próprio closet como sempre sonhou. Acompanhe:

Saiba o que ficará no fashion closet

Esse é o primeiro passo para o desenvolvimento do armário, onde você deve fazer uma espécie de inventário do que precisará ser guardado.

A ideia aqui é você saber de quanto espaço vai precisar, relacionando com a quantidade de coisas que ficarão no seu closet. Pense o quanto vai ser desgastante criar um espaço em que não dá para organizar tudo nele ou que fique apertado, não é essa a intenção.

O formato e até os itens que compõem um closet, como os nichos, tem variação de acordo com o que será guardado nele, por isso essa preocupação.

Reserve um espaço ou um cômodo só para ele

Embora a proposta seja otimizar o espaço, os fashion closet são conhecidos por ocuparem cômodos inteiros. Eles podem ser embutidos a paredes, por exemplo, mas se você precisa de um armário grande, a melhor opção é reservar a ele um cômodo.

Caso não tenha essa opção, dá para montar no quarto mesmo, então não fique preocupado. O segredo está no aproveitamento do ambiente, que é a proposta principal de um closet.

Para otimizar melhor esse espaço, reserve uma parte do que tem disponível, seja um cômodo inteiro ou uma parte do quarto, só para o closet. Tente não prejudicar a circulação de pessoa e ar desse ambiente.

Meça os espaços

Não basta apenas ter um espaço reservado e saber o que ficará no closet, você precisa ter medidas.

É ideal mediar, por completo, o espaço que disponibilizou para esse closet, porque assim você tem uma melhor noção do que pode ser feito nele.

Com as medidas é possível destinar as divisórias e os nichos que vão compor o armário, e aí é só usar a criatividade para fazer essa distribuição.

Prefira espaços em U ou L

Se você não tem um quarto muito grande, uma forma excelente de ter mais espaço e poder guardar mais coisas é aproveitar paredes em formato U ou L.

Neste caso, a ligação de uma parede a outra, proporciona um espaço ideal para que você consiga montar o closet, sem que ele fique apertado e comporte bem as suas coisas.

Separe um lugar para espelhos

Para dar a sensação de profundidade e de que o ambiente é maior, sempre coloque um espelho nesse espaço. Você pode aumentar o tamanho do seu quarto com esse recurso, colocando a peça em uma das portas do closet, por exemplo.

Se for separar um cômodo a ele, o recurso trará a mesma noção para o ambiente, caso o local não seja muito espaçoso.

Luz fria

A iluminação ideal para os closets é a chamada luz fria. Ela é usada por trazer a noção de cor bem mais próxima do real, assim o tom das roupas é mostrado como ele realmente é, diferente do que ocorre quando a iluminação é mais quente.

Prefira materiais resistentes

É possível encontrar opções baratas para a montagem, mas com bastante qualidade. Como o closet é um armário, ele precisa que o material tenha certa resistência, tanto em durabilidade como também em questão de peso, afinal ele terá que aguentar certo volume.

Um material indicado são os módulos aramados, que além de serem simples, tem boa qualidade e não pesão tanto no bolso. Não é indicado para quem mora no litoral, porque eles desgastam fácil com a maresia.

Escolha nichos de encaixe

Hoje os fashion closets são muito mais acessíveis do que antes, tanto é que é possível encontrar opções já pré-montadas, que você organiza da forma que desejar. Essa é uma das melhores alternativas para quem não tem muito espaço, porque assim é possível aproveitar bem melhor os nichos.

Ele vem quase pronto em madeira MDF, que é bastante resistente inclusive. No caso, são comprados módulos e prateleiras para que sejam organizados como preferir, aproveitando o espaço que está disponível ao closet.

É uma opção que dá menos trabalho também.

Use acessórios

Os nichos não são os únicos componentes de um fashion closet, ele também é composto por arraras e caixas de organização, acessórios usados para torna-lo mais funcional.

As arraras são ideias para pendurar algumas peças, como vestidos e calças, e precisam ficar com uma distância de até 1,90 do chão. Já as caixas, são ideais para colocar peças intimas e miudezas.

O closet também possui prateleiras, elas são destinadas para as peças que ficam dobradas e aos sapatos.

Aproveite material

Uma forma de montar um fashion closet é reaproveitando o que você já tem em case. Por exemplo, um estante é ideal para montar uma sapateira, já que possui prateleiras e bastante divisórias.

E se quiser ter um espaço mais reservado, e mesmo assim otimizado, dispense as portas e use cortinas, que dão um charme a mais ao closet também.

Gostou das dicas? Eu tenho muitas outras dicas de design de Interiores no meu blog. Só clicar aqui

Eu também achei outros posts bem interessantes sobre o tema. Você pode acessa-los aqui e aqui. 🙂

Bjs!

Luciana Paixão