Carreiras na Arquitetura – 10 carreiras que o Arquiteto pode seguir!

5/5 - (1 voto)

Arquitetura e urbanismo

 

Carreiras na Arquitetura – 10 carreiras que o Arquiteto pode seguir!

Uma das muitas vantagens de seguir uma carreira em arquitetura é que você não está restrito a uma função específica. Existem muitos caminhos diferentes que você pode seguir na profissão de arquitetura.

Dependendo do tamanho da empresa, esses chapéus de especialização podem ser usados ​​por um arquiteto. Em uma empresa maior, pode haver uma pessoa ou uma equipe inteira designada para cada tópico.

Carreiras na Arquitetura - 10 carreiras que o Arquiteto pode seguir!
Carreiras na Arquitetura – 10 carreiras que o Arquiteto pode seguir!

Além disso, algumas dessas funções podem ser consultoras externas em nome do escritório principal de design de arquitetura. Por exemplo, é comum contratar um redator de especificação fora do escritório para preparar a especificação do edifício em vez de ter um funcionário em tempo integral na casa.

Carreiras na Arquitetura – 10 carreiras que o Arquiteto pode seguir!

Aqui estão algumas das especializações de arquiteto atualmente no mercado:

Publicidade - OTZAds

1. Arquiteto Técnico:

Geralmente, empresas maiores separam os arquitetos técnicos e os de design. A maioria dos arquitetos geralmente se inclina para um ou outro conforme sua carreira evolui.

A resposta simples para a diferença entre arquitetos técnicos e de design é a fase em que eles fazem a maior parte de seu trabalho.

Um arquiteto de design normalmente inicia o projeto e trabalha desde a fase esquemática do projeto até o desenvolvimento do design.

Nesse ponto, um arquiteto técnico o levará através dos documentos de construção e da administração da construção.

Um arquiteto técnico geralmente desenha como o edifício é montado, em vez de definir a aparência geral do projeto. Por exemplo, resolver os detalhes de drenagem em um telhado plano e detalhar os desenhos para isso seria uma tarefa técnica.

2. Arquiteto de Design:

Existem vários níveis diferentes de designers, que não são títulos oficiais, mas são geralm06ente aceitos na indústria da arquitetura.

Um Designer Júnior normalmente tem entre 3 a 5 anos de experiência, um Designer Intermediário tem entre 6 a 9 anos e, um Designer Sênior tem mais de 10 anos. Menos de três anos de experiência é considerado estagiário.

Um arquiteto de design é provavelmente o que a maioria das pessoas imagina ser arquiteto.

Dependendo do tamanho da empresa, o arquiteto do design geralmente lidera o conceito geral do design do projeto. Isso é feito analisando o programa (descrição escrita dos requisitos do projeto do cliente) e convertendo-o em um edifício.

Esse processo difere de arquiteto para arquiteto, mas geralmente começa com a análise do local. Isso consiste onde o arquiteto deve identificar o local do projeto, as fotos, pesquisas e quaisquer condições existentes.

Confira também:  Escrevendo seu primeiro currículo - Aprenda como fazer!

Usando essas informações como ponto de partida, o arquiteto pode começar a desenvolver o estudo de massas e os planos para atender às restrições do programa e do local.

Isso geralmente começa com desenhos simples à mão e depois evolui para o desenvolvimento 2D e 3D usando softwares específicos.

Tanto os arquitetos de design quanto os técnicos podem trabalhar em grandes empresas de arquitetura para uma posição de Diretor ou Sócio. Nesta função, você frequentemente supervisiona o desenvolvimento de vários projetos em simultâneo.

Nesse nível, seria esperado que a pessoa trouxesse novos trabalhos para o escritório, além de gerenciar e orientar os futuros arquitetos, na prática.

Tradicionalmente, a liderança da maioria dos escritórios de arquitetura consiste em arquitetos licenciados, é claro que existem muitas exceções.

3. Gerente de BIM:

O BIM é um modelo 3D completo do edifício. Normalmente, em projetos maiores, há um gerente de BIM responsável pelo modelo e pelas atualizações.

Há pouco design associado a essa função e é mais uma posição técnica e de gerenciamento de consultores.

O gerente de BIM coordenará vários modelos com consultores externos, por exemplo, os engenheiros estruturais têm um modelo BIM de estrutura que deve ser vinculado ao modelo de arquitetura.

Especialmente em grandes projetos, esse processo pode ser extremamente complicado, portanto, essa função é muito importante para a entrega eficaz do projeto.

Publicidade - OTZAds

Carreiras na Arquitetura – 10 carreiras que o Arquiteto pode seguir!

4. Autor de Especificações:

Os escritores de especificação criam um documento que descreve aos construtores os diferentes tipos de materiais e como eles são usados ​​em um projeto.

O trabalho do redator de especificações é garantir que os vários componentes de um edifício se encaixem e funcionem juntos. Isso é especialmente importante em grandes projetos de construção, com um documento de especificação de mais de 1000 páginas.

5. Gerente de Projeto:

O gerente de projeto é responsável por executar as tarefas e as responsabilidades diárias. Ele ou ela aplica seus conhecimentos e habilidades para liderar, resolver problemas, motivar outras pessoas, advogar, medir, documentar e se comunicar.

Ele ou ela também é responsável pelo planejamento, organização e equipe do projeto. Eles devem desenvolver um entendimento primário de como e quando o projeto será trabalhado e em que liderança e equipe serão necessários para executar o trabalho.

O desenvolvimento de um plano de trabalho para o projeto começa com a consideração de cronogramas, maneiras de organizar o relacionamento entre as partes, os recursos disponíveis da empresa e, talvez, honorários. Além do exposto, ele geralmente monitora o progresso do projeto e a conclusão do projeto.

Confira também:  Papel de parede - maneiras simples de usar!

6. Designer de Interiores:

Dependendo do tamanho do projeto, pode haver um designer de interiores ou uma equipe de interiores separada, por exemplo, em uma residência unifamiliar, o arquiteto executará o design de interiores.

No entanto, em um grande projeto comercial, essa tarefa é geralmente contratada por uma empresa de design de interiores.

Alguns arquitetos fazem a transição para o campo do design de interiores e trabalham para uma empresa específica especializada em interiores ou podem trabalhar em uma empresa de arquitetura.

7. Consultor no Local de Trabalho:

A consultoria no local de trabalho é comum em grandes projetos e pode ser uma opção de especialização de carreira para alguns arquitetos. É uma opção interessante que assume mais uma posição de pesquisa em oposição ao design restritamente.

Normalmente, a equipe do Consultor entrevistará clientes e funcionários para um projeto em potencial. O objetivo é obter feedback sobre o que está e o que não está funcionando no edifício atual.

Muitas vezes, trabalhando em estreita colaboração com os designers de interiores, eles otimizam os arranjos futuros de mesas e espaços para reuniões.

O objetivo da consultoria no local de trabalho é que o cliente aproveite ao máximo seu projeto em termos de satisfação e produtividade dos funcionários.

Carreiras na Arquitetura – 10 carreiras que o Arquiteto pode seguir!

8. Consultor de Sustentabilidade:

Como parte de um grande escritório ou como consultor, um arquiteto pode se especializar em sustentabilidade.

A sustentabilidade está se tornando um aspecto muito importante do projeto de construção e será cada vez mais importante no futuro. O objetivo do projeto sustentável é reduzir o impacto que os edifícios têm sobre o meio ambiente e os recursos naturais.

9. Designer Urbano:

Design Urbano é definido como o agente da funcionalidade e aparência  nossos bairros, vilas e cidades. É um processo de criação de localidades nas quais as pessoas vivem, e se envolvem com o local físico ao seu redor.

10. Único Proprietário:

Este é um escritório de arquitetura de propriedade única. Ele ou ela pode ter um assistente e alguns consultores, mas geralmente realiza todo o trabalho sozinho.

Isso é bastante comum em projetos residenciais de pequena escala, pois a carga de trabalho é gerenciável para uma pessoa.

A propriedade exclusiva representa quase um terço de todos os arquitetos que trabalham hoje.

Talvez essa seja a opção que oferece mais liberdade e flexibilidade quando se trata da profissão de arquitetura.

Confira também:  Faculdade de Arquitetura - O que esperar dela?

Você pode definir seu próprio horário, selecionar quais projetos deseja executar e criar designs exatamente como deseja (junto com o cliente, é claro).

No entanto, com essa flexibilidade, surgem todos os riscos do empreendedorismo. Dito isto, os benefícios monetários e profissionais podem ser muito gratificantes.

Espero que esta lista de possíveis carreiras na arquitetura tenha sido útil para seus próprios objetivos profissionais.

Esta não é de forma alguma uma lista exaustiva, pois existem outros nichos na arquitetura que também podem ser muito gratificantes. No entanto, isso deve fornecer uma visão geral do que pode ser uma boa opção para suas habilidades e talentos na arquitetura.

E aí, gostou do artigo sobre as 10 Carreiras na Arquitetura que o Arquiteto pode seguir?

Então compartilhe com os amigos!

Publicidade - OTZAds

Em fim, não se esqueça de me deixar saber nos comentários o que você achou do artigo.

Até a próxima dica!

►Veja mais dicas em:

Quer mais dicas então confira alguns dos nossos artigos sobre:

Mimos da A Arquiteta para você!

luciana paixao - Parede decorada: Ideias que não podem faltar. Confira.

Em meu portal de treinamento on-line separei para você vários dos meus cursos gratuitos para quem quer aprender a decorar ou até usar programas para criar seus projetos, seja de interiores, de edificações, e-books e muito mais.

Basta clicar neste link e começar a estudar.

Por fim, eu gostaria de conhecer mais sobre você.

Você é um entusiasta decorador, ou até um profissional de Arquitetura?

Clique aqui, responda estas poucas perguntas e ganhe um presente meu que adorará  muito!

Espero que o post tenha lhe ajudado!

Ah! Não esqueça de pegar seu conteúdo gratuito.

Até!