Termina em
Home > Bim > O BIM como ferramenta avançada para projetos de Arquitetura e Engenharia

O BIM como ferramenta avançada para projetos de Arquitetura e Engenharia

/
29 abr 2019
//

Atualmente, o BIM é uma ferramenta essencial para os projetos. Saiba mais sobre como ele faz a diferença na hora de projetar.

Imagem: weareenzyme.com

O que é o BIM?

BIM é a sigla para Building Information Modeling (Modelagem de Informação da Construção) e consiste em um conceito que agrega, além das três dimensões básicas, o tempo e os custos. Assim, é possível gerenciar toda a informação em um só lugar, desde o início do projeto até o fim da vida da edificação (demolição).

Isso é diferente do conceito de CAD (Desenho Assistido por Computador), o qual não distingue os elementos. Vale destacar que o BIM não é exatamente um software, ele é um conceito de um sistema de trabalho que é agregado por outros softwares, como Revit e ArchiCAD, e, com isso, torna-se uma ferramenta poderosa e uma das mais promissoras na área de Arquitetura, Engenharia e Construção (AEC).

bim

Imagem: burohappold.com

BIM para projetos de Arquitetura e Engenharia

Nós sabemos que, em projetos de construção, vários profissionais contribuem com seus conhecimentos. Então, arquitetos, engenheiros (civis, eletricistas, etc.) e designers precisam trabalhar em conjunto para que o projeto vire uma realidade funcional. O BIM é um facilitador desse processo, visto que ele permite agregar todas as informações em um só lugar (o modelo).

Por exemplo, se alguém faz alguma modificação em uma parte do projeto, o restante é atualizado automaticamente, o que reduz não só o tempo que seria gasto fazendo isso de forma manual como a probabilidade de que um erro ocorra quando cada um precisa atualizar sua parte.

Outra grande vantagem do BIM é o fato de que ele proporciona uma análise de quantitativos de forma automática. É possível realizar a extração de uma lista com os componentes, as suas especificações técnicas e os quantitativos. Isso auxilia no orçamento e também na economia na hora de projetar, além de reduzir a possibilidade de erros.

bim

Imagem: bimengineer.es

Ainda, o BIM permite não só o projeto para a construção, mas também para acompanhar a obra até a fase de demolição. Isso inclui reformas, ampliação e outras modificações que forem necessárias ao longo do tempo e permite saber até mesmo quando é a hora de modificar.

Um componente não é somente um elemento de projeto, ele passa a ter informação. Uma viga, por exemplo, tem várias informações agregadas, como dimensão, material, fornecedor, custo, propriedades acústicas e térmicas e mais.

Tudo isso faz com que o BIM seja uma ferramenta avançada para uso em projetos. Porém, é preciso que os profissionais saibam usá-la e extrair toda a sua capacidade. Afinal, não adianta ter um carro de corrida se você vai dirigir na cidade engarrafada.

Assim, os arquitetos, engenheiros e outros envolvidos que pretendem mergulhar no universo BIM precisam deixar um pouco de lado a forma de projetar em CAD e praticamente abrir o leque de visão para projetar usando um ou mais softwares com BIM. Ao mesmo tempo, esses profissionais precisam estar sempre buscando atualizações, com o objetivo de acompanhar a demanda do mercado.

Aprenda bim conosco usando o REVIT. Clique aqui: https://www.aarquiteta.com.br/curso-pacote-revit-expert/

Referências: Render; ArchDaily.

Você também pode gostar de
revit
10 razões para mudar do AutoCAD para o Revit
Como instalar o ArchiCAD gratuitamente
Saiba o que é o ArchiCAD e por que ele é um software importante na arquitetura
Novidade: Autodesk firma parceria com o CAU