Home > Revit Arquitetura > Famílias Revit – Saiba como fazer a sua!

Famílias Revit – Saiba como fazer a sua!

///
Comments are Off

Aprenda a editar e criar suas próprias famílias Revit e não dependa mais da internet para fazer seus projetos!

Você sabia que um dos maiores problemas de exportação do Revit é a má edição de famílias?

O que no Autocad chamávamos de blocos, no Revit chamamos de famílias. E da mesma forma que no seu primo mais próximo, as famílias desempenham um papel fundamental em projetos de arquitetura e engenharia.

A edição destes elementos no Revit requer uma atenção redobrada do usuário. No mundo dwg, bastava que as linhas estivessem unidas e tínhamos mesas, poltronas e bancadas. No entanto, no Revit, todos os blocos devem ser pensados em 3D e nas suas diversas possibilidades de variações.

Muitos consideram que ter milhares de componentes resolve o problema, mas a experiência como consultor mostra que isso mais atrapalha do que ajuda. As famílias disponíveis na Internet são em sua maioria criadas segundo parâmetros desconhecidos de nível de detalhamento, nomenclatura de componentes e subcomponentes.

E este problema aflora quase sempre no momento da impressão quando um mesmo conjunto de famílias apresentam expressões gráficas diferentes. Editar famílias não só é pré requisito de projetos executivos, até mesmo projetos de prefeitura necessitam desta habilidade.

O Brasil e o mundo migram em largos passos para a adoção do Bim e sem dúvida isso passa pela criação e edição inteligente de famílias.

Fator decisivo no mercado profissional

Então isso é um fator decisivo no curriculum do novo profissional de projetos?

Certamente sim.

Muitos projetos em Revit ainda dependem do AutoCAD para seu desenvolvimento, seja recebendo os dwg’s para compatibilização ou exportando para os projetistas de sistemas que ainda não adotaram a tecnologia.

No momento da exportação, elementos como layouts vão de forma compacta e, por vezes, em layers e cores diferentes, mesmo estando no mesmo grupo. Configurar corretamente categorias e subcategorias dentro das famílias trará melhores resultados no momento de apresentá-los em DWG. A dica é a correta padronização de grupos, categorias e subcategorias.

Você sabia que famílias Revit pode ter diversas cores e diversas espessuras de linhas?

É muito comum famílias terem diversas cores ou tons diferentes de uma mesma cor dentro de famílias de mobiliários, por exemplo. Isso é possível utilizando-se de subcategorias dentro das famílias e permitirá que famílias possam ter uma cor padrão e outras cores aplicadas à detalhes como o furo da bancada ou as pernas de uma mesa.

Aprenda aqui!!!

Categorias de componentes

Você sabia que é na edição de famílias que se define a categoria de um componente do Revit? Dentro dos manuais de modelagem BIM quase sempre podemos ver tabelas que definem que categorias e subcategorias das famílias e elementos que um projeto deve ter.

Esta padronização afeta não somente a expressão gráfica de todo um grupo quanto está diretamente relacionado às quantificações do projeto. A boa notícia é que trocar a categoria de determinada família é simples e rápido.

 

Uma dica valiosa da edição de famílias é não vincular modelo com modelo! Para vincular parâmetros de dimensão por exemplo, o usuário deve sempre utilizar os planos de referência, uma das ferramentas mais usadas na edição e criação de famílias (são as linhas verdes tracejadas;).

Entenda no mini curso de famílias!

 

Vários tipos dentro de uma mesma família.

Uma coisa muito comum é a ação de carregar uma família e diversos tipos desta família, em geral relacionada a dimensões já virem carregadas no projeto. Este recurso pode ainda restringir a criação de novos tipos relacionados às dimensões quando, por exemplo, as larguras e alturas de uma janela são padrão de fábrica.

Aprenda como fazer com o mini curso de Famílias!

Renderização dez nas famílias Revit

Que tal suas famílias Revit  terem diversos materiais na hora da renderização?

A criação e aplicação do parâmetro de materiais é um recurso muito importante para projetistas de interiores e projetistas que fazem renderizações de apresentação. A escolha do revestimento deve ser fácil e aplicada exatamente onde deve.

Um mesmo móvel por exemplo pode ter diversos materiais vinculados: um sofá por exemplo que tem os pés, a estrutura aparente e o estofado em acabamentos diferentes.

Mini curso grátis de Famílias Revit

Viu só quantas coisas precisamos saber para criar a nossa bibliotecas de famílias Revit de forma correta, sem ter dores de cabeça?

Por isso, faça o nosso minicurso de famílias, clicando aqui.

Acredite: saber gerenciar famílias vai lhe colocar em um patamar superior no conhecimento em Revit.

Bons estudos!