Home > Carreira Profissional > Portfólio online para arquitetos – o guia definitivo

Portfólio online para arquitetos – o guia definitivo

///
Comments are Off

Neste artigo vou falar sobre como criar um portfólio online de arquitetura para que você se torne um candidato ainda mais forte às vagas de emprego e estágio em arquitetura.

Se você está atualmente procurando um emprego, quantos currículos você já enviou para seus potenciais empregadores?

Quantas vezes você fez uma pesquisa para melhorar o seu modelo de currículo?

Será que o seu currículo caberá em uma página X com o tamanho da letra Y?

Nada disso vai ajudar você a conseguir um emprego.

O seu currículo mostrará à empresa o básico sobre você: onde estudou, onde já trabalhou e quais as skills que você possui.

Mas eu estou aqui para dizer que em matéria de currículos impressos, a maioria deles são inúteis.

Eu cansei de ver tantos currículos em cima de uma mesa que nunca foram sequer tocados. Por mais que você mude layout, entre outras coisas, todos eles têm a mesma aparência e nada mostrará sobre as suas habilidades ou personalidade.

Por quê?

No campo da arquitetura somos pessoas visuais e ler um currículo é muito chato. As pessoas saberão mais sobre você se gastarem 5 minutos buscando no google seu nome ao invés de ler seu currículo.

É por isso que neste novo mundo da mídia social e rede virtual, você precisa de um portfólio online de arquitetura, a fim de se destacar.

Portfólio online de arquitetura – 5 razões para ter o seu

1. Ele mostra visualmente o seu trabalho em um formato dinâmico e interativo. Não é um pedaço de papel que vai ficar empoeirando na mesa dos empregadores. É algo vivo que você poderá atualizar constantemente.

2. É facilmente compartilhável. Em muitas empresas as decisões de contratação não são feitas por uma única pessoa, mas por várias. É muito mais fácil para um empregador mandar um link  do que imprimir e entregar pessoalmente um currículo de arquitetura.

3. Ele não tem limitações de tamanho. A maioria das empresas terá um limite de tamanho do que pode ser enviado por e-mail, o que significa que você teria que reduzir o número de projetos, número de páginas ou a qualidade dos gráficos do pdf que você possui. Em um portfólio online não há limites.

4. Ele mostra que você é capaz de aprender habilidades além do projeto arquitetônico. Não há aulas oferecidas em faculdades de arquitetura que vão ensinar a fazer um site, então isso é algo que você pode mostrar que você sabe a mais. É como escrevi em um artigo recente: tenha mais skills!

5. Mais importante, ele vai mostrar a sua personalidade. Como eu disse antes, há um trio sincronizado sobre: personalidade, capacidade e experiência. Você usa o seu currículo para mostrar sua experiência e sua carteira de arquitetura para mostrar sua capacidade, mas você precisa fazer isso na fase de entrevista para mostrar a sua personalidade. Um site como portfólio de arquitetura vai permitir mostrar a sua personalidade antes mesmo de chegar à fase de entrevista.

Convencido agora de que portfólio online de arquitetura é o caminho a seguir? Ótimo!

Portfólio online de arquitetura – como fazer

1. Serviços de hospedagem gratuitos de documentos (upload do seu pdf, solução mais simples);
2. Simples serviços gratuitos para criação de site (Wix, uolhost);
3. Sites realmente personalizados (mas ainda simples).

Em qualquer uma das opções acima você não precisará saber nada sobre a codificação HTML, PHP, Javascript, etc.

Se você sabe como usar sites como o Facebook ou Linkedin, você poderá fazer o seu site portfólio online de arquitetura.

Se você não sabe como usar o Facebook ou Linkedin, bem-vindo ao século 21! Vá aprender primeiro e volte mais tarde.

Nota rápida: Serão destacados vários métodos para fazer um portfólio online de arquitetura, seja de serviços gratuitos ou para serviços pagos.

Hospedagem gratuita de documentos – ISSUU

A maneira mais fácil de se estar na web é enviando seus trabalhos para um serviço de hospedagem de documentos gratuito. Isso permitirá que você envie um currículo e uma amostra do seu trabalho, que vai caber na caixa de e-mail dos empregadores, juntamente com um link para onde podem encontrar mais informações.

Passo 1

Crie o seu portfólio online de arquitetura usando um software como o Adobe Photoshop, InDesign e o Illustrator. Tente não usar o Microsoft Word, os gráficos que você pode usar são limitados. No final, você vai gerar um .pdf final.

Temos um artigo muito detalhado aqui, para quem tem dificuldades nas questões criativas de como ou o que inserir em suas lâminas de trabalhos.

Dica: Se você for usar o Illustrator para criar o documento, certifique-se de clicar com o botão direito do mouse sobre o texto e selecione “Criar contornos”. Isso irá garantir que o tipo de letra (fonte) que você usou irá aparecer no seu documento quando um empregador ou empresa for ver.

Passo 2

Uma vez que esteja criado seu portfólio online de arquitetura mostrando todos o seus trabalhos mais importantes e completos, você vai querer condensá-los a um grupo de “amostras de trabalho”. Estas amostras serão um teaser, um tira gosto que vai fazer com que o empregador se interesse pelo seu trabalho e queira ver mais.

Passo 3

Escolha um serviço. Eu vejo o pessoal fazendo upload de arquivos usando o Dropbox, Carbonmade e Issuu. O que eu gosto e acho melhor é Issuu, uma vez que será a sede dos seus trabalhos de arquitetura.

Passo 4

Cadastre-se para ISSU. Você só precisa de seu serviço gratuito para o que está fazendo, então vá em frente e selecione a oferta de $0,00
Acesse: Issuu.com
Selecione o pacote gratuito, normalmente você já poderá conectar-se com a sua conta do Facebook

Passo 5

Carregue o seu documento:  http://issuu.com/publish

Esta é de longe a forma mais fácil de fazer seu portfólio online de arquitetura. O único problema é que ele realmente não diz mais nada sobre a sua personalidade do que o seu currículo impresso.Mas já é um ótimo começo.

Serviços gratuitos para criação de site – Wix ou Uolhost

Se você quer um pouco mais do que apenas um portfólio online de arquitetura e quer construir um website sem muito trabalho, a próxima opção é usar um serviço de site para fazer isso.

Em seguida, você pode incluir um link em seu portfólio enviando a pessoa interessada para o site em geral ou páginas específicas.

Escolha um serviço: Há muitos serviços como Wix ou o Uolhost. Eles têm um monte de modelos profissionais pré prontos para escolher e eles têm uma interface drag-and-drop simples de usar.

Segue o link mostrando como trabalhar com cada um deles: UOLHOST  e WIX

Com esta opção, você pode obter um site com aparência profissional, grátis e relativamente fácil de criar.

Sites personalizados – Wordpress

Se você realmente quer controle sobre seu trabalho e quer algo mais profissional, um site personalizado é o caminho a seguir.

Este método vai demorar um pouco mais, mas qualquer pessoa que seja boa em resolver problemas  (como um arquiteto) vai resolver tudo muito facilmente.

Este método permitirá que você tenha um site e um e-mail personalizado, ou seja : www.seunomeouempresa.com.br e emails com a grife: @seunomeousuaempresa.com.br

Passo 1

Inscreva-se com um serviço de hospedagem e compre um nome de domínio.

A empresa que eu recomendo e uso é SECNET. Eles são relativamente baratos, têm um suporte muito bom para a instalação do WordPress e um bom suporte no geral.

Passo 2

Selecione um nome de domínio. Este é o endereço do site pessoal e deve ser algo profissional. A maioria das pessoas optam por ter o seu nome, ou alguma versão dele, como seu nome de domínio. Acesse aqui para reservar o seu domínio.

Dica: Ao selecionar o nome de domínio, pense também sobre o seu endereço de e-mail. Será nome@nomedasuaempresa.com.br.

Dica: Não adicione números ou travessões, pois tornam o nome mais difícil de lembrar.

Após você ter o seu domínio registrado e comprado, precisará também de um plano mensal mínimo de hospedagem. É nele que você terá o acesso para a instalação do WordPress. A própria provedora poderá lhe auxiliar neste processo de instalação. Até este ponto, você deve ter gasto entre 5-10 minutos.

Passo 4

Obter um tema. Uma vez que o WordPress esteja instalado, ele usará o tema padrão dele. Nós podemos começar a configurar o nosso site agora, porém agora é a melhor hora de se obter um tema relacionado a arquitetura.

Há lugares que você pode encontrar temas grátis, basta fazer uma pesquisa no Google para eles e você será inundado com escolhas. O problema com estes temas grátis é que há muito pouco suporte para eles e você provavelmente precisará saber um pouco de codificação para personalizá-los.

É por isso que eu acho que vale muito a pena investir um pouquinho mais o seu dinheiro para comprar um tema premium. O melhor lugar que eu encontrei para obter estes temas é através deste link:  ThemeForest por Envato.

Melhores temas para sites de arquitetura de 2016

http://athemes.com/collections/best-wordpress-themes-for-architects/

São temas lindos, modernos, com muitas opções e são totalmente personalizáveis, além de se adaptarem automaticamente se forem vistos em celulares ou tablets.

Procure temas com bons comentários porque isso significa que haverá um monte de pessoas que provavelmente já fizeram perguntas ou tiveram dúvidas ou seja, maior a probabilidade de uma duvida sua seja respondida, ou até ja esteja respondida.

Passo 5

Instale tema. Com a sua compra, você receberá um arquivo .zip que tem todos os elementos do tema que você comprou. Entre na sua conta WordPress (geralmente www.seusite.com.br/wp-admin), clique em “Aparência”, depois “Temas”. Vá até a aba “Instalar Temas” e clique em “Upload”. Então você vai escolher o seu arquivo .zip para upload.

Passo 6

Atualize as informações. Uma vez que seu tema é instalado, ele normalmente irá adicionar outra guia na barra lateral para o tema onde você poderá alterar itens, tais como a cor, fonte, título, etc.

Cada tema é diferente, mas desde que você tenha comprado um tema impressionante com um bom suporte e apoio, se você ficar preso em algo, basta escrever por e-mail que eles com certeza vão te responder.

Passo 7

Setup “Link”. Este é o endereço que o WordPress vai usar quando você adicionar uma página ou post. Por padrão, ele vai usar algo como www.seusite.com.br/?p=123 que não é bonito de se ver, nem viável para SEO (pesquise sobre SEO e veja sua importância).

Para mudar isso, vá em “Configurações”, “Permalinks” e altere para postar nome. Agora ele vai mostrar www.seusite.com.br/sobre, por exemplo.

Passo 8

Adicione páginas e posts. As páginas são documentos estáticos que são tipicamente o seu perfil ou a página “Sobre mim” / “Contato”.

Clique na barra lateral, em “Páginas” e então “Adicionar Novo”. Adicione o título, conteúdo e mídia, quando estiver pronto, clique em “Publicar”.

Os posts são separados das páginas e, geralmente, não vão aparecer em seus menus, mas sob uma categoria “blog”. Os passos são os mesmos que para Páginas quando for adicionar um novo Post.

Passo 9

Menu de configuração. Depois de ter suas páginas criadas, vá para “Aparência” e “Menus” para adicioná-los à sua barra de navegação. Selecione seu menu principal e arraste as páginas que deseja no menu para a seção “Estrutura do menu”.

É isso aí!

Bem, isso é o básico. Agora você deve ter um site completamente funcional, com aparência profissional. Você já pode começar a trabalhar melhor com ele para personalizá-lo ainda mais com widgets e plugins. Basta fazer uma pesquisa e você vai encontrar uma enorme quantidade de opções.

Ao utilizar este método, você terá a configuração de um site profissional com um nome de domínio personalizado e endereço de e-mail. Esta é de longe a opção mais profissional para enviar um link em um e-mail para alguma empresa.

A melhor coisa sobre este método é que ele é fácil de atualizar também. Tem um novo projeto que pretende mostrar? Basta adicionar outro post. Ter mudanças em seu currículo? Basta atualizar a página.

Seu site WordPress personalizado é agora um portfólio dinâmico que você pode personalizar com suas necessidades específicas. E o melhor de tudo, você fez isso por si mesmo, então vá em frente e atualize o seu currículo para incluir suas novas habilidades no site.

Considerações finais

Então agora você já sabe que existem três meios de mostrar o seu trabalho online, cada um com suas próprias vantagens e desvantagens.

Pessoalmente, acredito que para qualquer opção que escolher, você já estará tomando um caminho superior a maioria dos outros candidatos.

Mas se você usar o último meio (WordPress), você terá dado um passo acima de todos.

Não é tão assustador como você pode imaginar, mas vou avisá-lo, você pode ficar preso em algum ponto do trabalho que envolve o WordPress.

Quando isso acontecer, lembre-se que existem fóruns com respostas e o Google é seu amigo. Se você realmente ficar preso, use a provedora de serviços de hospedagem, ela vai te ajudar.

Junte isso com uma soma de Skills (saiba por que ter Skills é MUITO importante) diferenciados seus, como domínios em programas como CAD, REVIT, 3D, etc.. e de verdade, será quase impossível não conseguir o emprego que tanto deseja.

Mãos à obra e boa sorte!