Home > AutoCAD > 6 dicas de desenhos arquitetônicos no autocad

6 dicas de desenhos arquitetônicos no autocad

Muitas vezes somos levados a produzir desenhos arquitetônicos no AutoCAD de forma muito particular, adotamos práticas que seguem nossos inexperientes instintos de maneira quase inconsequente, como se o mundo todo falasse e entendesse a nossa língua, mas a verdade é que as coisas não são bem assim.

Boas práticas na criação desenhos arquitetônicos no autocad

Essas  Dicas são destinadas a:

  • Novos usuários ou profissionais iniciantes:

 Para que já ingressem na produção de desenhos no modo correto e não desenvolvam o espirito aventureiro adotando padrões próprios de trabalho totalmente fora dos que devem ser adotados.

  • Usuários veteranos:

Atualizem-se e adotem novos hábitos, busquem pelos novos recursos do programa utilizado, a cada ano são desenvolvidos pelo fabricante novidades de modo a acelerar o seu tempo na produção de desenhos, busque sempre por novidades.

 Para isso façamos uma análise das diferentes formas de trabalho:

Sozinho: é o chamado iniciante aventureiro, vai desenhando conforme seus conhecimentos. Por desconhecer as normas de desenho ele está livre de adoção de boas práticas? É inocente ou culpado por não adotar os padrões sugeridos? Não!!! É sempre nosso dever estarmos em busca de atualização! Por isso estude este tutorial.

Em equipe: ao ser contratado por uma empresa, esqueça os maus hábitos, como os vícios de desenho, em nome da pressa e da comodidade prejudicando a saúde do desenho.  Não usar de desculpas como: aprendi assim portanto está bom. O que importa é o resultado final! E aí vem a acomodação nas más práticas eternas que vão passando de desenho a desenho, quando não para usuário para usuário.

 Sendo assim reveja seu modo de desenhar a partir das dicas a seguir:

  1. Práticas Profissionais x Desenhista Leigo:  Trabalhe de acordo com é indicado pela ASBEA: Associação Brasileira dos Escritórios de Arquitetura. Habitue-se em desenhar de acordo com a padronização de desenhos ASBEA e ABNT na produção, nomeação, organização e armazenamento dos arquivos. Consulte sempre o site da ASBEA em busca de novidades nessa área.
  2. Boas práticas do desenhista: Um fabricante de software é como um fabricante de automóvel, eles sempre aconselham aos seus usuários a correta utilização de suas ferramentas de modo que não haja dano ao sistema, no caso dos softwares nos desenhos é a mesma coisa! Por isso utilize os comandos corretos e da forma correta e não invente moda, de forma que o seu desenho não nasça doente!

 Hábitos que você jamais deve adotar são EXPLODIR blocos, cotas e hachuras e nada que esteja associado ou agrupado, toda explosão de objeto associado ou ainda atributo é um ato extremamente radical e sempre resulta em consequências danosas irreparáveis ao desenho que podem ser motivo de arrependimento no futuro. Busque sempre conhecer a estrutura dos elementos antes de radicalizar em uma explosão de atributos impensada.

 – Tenha cuidado de não desenhar duplas linhas, ao menor sinal de duplicidade de objetos, apague-os imediatamente, assim como também ter o cuidado de não desenhar linhas picadas! Linhas inteiras agilizam o processo de tempo de cópias ou limpeza de elementos de desenho, além de deixar o arquivo mais pesado e ser um péssimo hábito.

 – Não escalar desenhos: Adote uma escala de trabalho e utilize-a no layout para impressão de desenhos em folhas com diferentes tamanhos ou escalas. Vale a pena e é super fácil. Exceto pelos detalhes de projeto que não mudam nunca, como de uma escada, duto de passagem e outros. Adotar uma escala de trabalho mais conveniente ao seu trabalho vai lhe ajudar também na compreensão e manipulação de inserção de blocos vindos de terceiros.

 – Abrir a mente para novidades, ser curioso e aberto a mudanças. Buscar conhecer novas versões do programa afim de se localizar nas novas interfaces ao mesmo. Muda-se a interface mas não muda-se os comandos, por isso você pode e DEVE também conhecer os atalhos dos comandos de modo a otimizar o tempo de produção de desenhos.

 – De uma forma geral busque trabalhar os elementos do desenho de forma inteligente, abrindo possibilidade de se obter gerenciamento de informação como listagem de blocos por exemplo;

 3-Cuidados básicos: Medidas de precaução devem ser adotadas para momentos críticos de emergência ou acidentes.

 – Configure sempre o Salvamento Automático do seu desenho para evitar horas de trabalho caso você seja um daqueles que nunca se lembra de salvar o desenho.

Faça Backups de seu arquivo periodicamente e aprenda a Recuperar seu arquivo em caso de fechamento automático do programa.

– Habilite a opção cópias automáticas e renomeie a extensão para .BAK para .DWG e recupere seu arquivo.

– Ao final de cada trabalho faça uma limpeza em seu desenho, layers e outros elementos ficam só pesando no arquivo pois isso utilize o comando PURGE para efetuar uma limpeza do que não está sendo utilizado no momento.

– Aprenda a salvar automaticamente seus arquivos na versão anterior desejada, tendo cuidado com o ano da criação de algumas novidades da versão como TABELAS, ANOTATIVOS, BLOCOS DINAMICOS, BLOCOS PARAMETRICOS, TOOLPALLET. Se você salvar em uma versão que não possui essa facilidade você perde automaticamente essa inovação.

4-Transporte de arquivos: Havendo necessidade de enviar seu arquivo para um colega, tenha cuidado, algumas configurações ficam salvas somente no computador e não no arquivo por isso busque sempre utilizar o comando E-transmiti para o envio de todo o conteúdo do mesmo, exemplo são as imagens inseridas no desenho assim como as informações de pena e impressão e outros elementos. O colega receberá seu arquivo completo da mesma forma que você enviou! Só não se esqueça de instruí-lo para fazer o mesmo no reenvio do arquivo para você ou para outros.

5- Criação ou adoção de um Template padrão saudável Adote sistemas e rotinas de trabalho saudáveis de modo a gerar um Template sadio que a cada projeto, o mesmo evolua em qualidade e que possa ser devidamente utilizado e compartilhado entre outros usuários, sem distorção de elementos ou perca de informação. Como fazer? Usar além das layers, espessuras de linhas definidos pela ASBEA etc, adotar também um padrão de cotas e textos (utilizar as anotativas), tabelas, blocos dinâmicos e paramétrico, escalas e folhas de impressão padrão.

6- E O MAIS IMPORTANTE: Passar adiante essa ideia! A responsabilidade de uso do desenho é de todos do escritório, inclusive de você! E se você trabalha sozinho? Mesmo nesses casos sempre haverá necessidade de interacambiabilidade com outras disciplinas como Instalações, Estrutura, Bombeiro, e etc. Seu desenho deve chegar aos colegas falando a língua de todos! Oriente sempre aos colegas a adoção de boas práticas. A equipe agradece!

Fuja da Miscelânea de informações desorganizadas, desarranjadas e desencontradas!!! Um desenho caprichado mostra muito sobre a sua personalidade. Que impressão você deseja passar para os colegas?  Então desenhe com consciência!

Se você deseja obter o TEMPLATE PROJETOS DE PREFEITURA já configurado para projetos legais nos padrões ASBEA desenvolvido por Luciana Paixão acesse  NOSSO SITE .

Conheça o nosso  Template Prefeitura você vai encontrar já pronto para a sua utilização:

projetos modelos padrão

Layers padrão ASBEA prontos para aplicação em seus desenhos.

– CTB: Cores e Espessuras de linhas padrão ASBEA (Incluindo legenda de estrutura a Demolir e Construir)

TOOLPALLET PREFEITURA: Biblioteca com blocos Padrão para Aprovação em Prefeitura para: Acessibilidade, Anotações, Itens de Arquitetura, Detalhes, Hidrosanitários, Mobiliário básico, Paisagismo, Escala Humana, Veículos.

Apresentação de otimização de desenhos utilizando blocos dinâmicos e paramétricos, incluindo a folha Padrão  PREFEITURA ABNT PARAMÉTRICA para aprovação de projetos: CONSTRUÇÃO DE OBRA NOVA: RESIDENCIAL E COMERCIAL, REGULARIZAÇÃO, DESDOBRO, UNFICAÇÃO, DEMOLIÇÃO E PROJETO SIMPLIFICADO desenvolvida pela nossa parceira Luciana Klein, especialista em AutoCAD avançado e no desenvolvimento de objetos paramétricos:

template prefeitura com folha padrao abnt asbea parametrica-650x489

Tudo pronto e já configurado para escalas de impressão padronizadas.  Não fuja mais das impressões no Layout, você vai aprender a criar os arquivos PDFs nos formatos padrão utilizando elementos anotativos que facilitarão seu trabalho.

 Além do mais o curso acompanha TODOS os projetos modelos, memorias e esquemáticos variados para você estudar e aplicar em seus projetos. AutoCAD Tutorial

Não sofra! Garanto a você que em pouco tempo de estudo você conseguirá aprovar seus projetos sem os tão conhecidos e inconveniente vai e vem de comunique-se da prefeitura. Sabendo o que querem os de técnicos da prefeitura e agindo sobre o que é necessário para fazê-lo corretamente, o tempo de obtenção do alvará do seu projeto será muito menor se comparado as práticas empíricas de tentativa e erro!

Acesse: http://www.aarquiteta.com.br/curso-autocad-completo/e conheça o roteiro do curso completo.

 

 

Luciana Paixão

A Arquiteta

 

Você também pode gostar de
10 comandos de Autocad que você não sabia que precisava.
Como projetar dormitórios adaptados para Idosos
Cálculo de tijolos por metro quadrado
Como calcular a quantidade de telhas para telhado

Deixe um Comentário